Sabes que mais ? Eu não quero que tenhas pena, nem que me venhas consolar. Quero que me tentes compreender, quero que saibas que nem sempre vou conseguir estar bem disposta, e nem sempre vou agir com naturalidade relativamente a certos assuntos, e não é defeito, nem feitio. É uma coisa incontrolável  uma coisa que tomou conta do meu corpo e me impede de ser uma adolescente normal.
Quero que saibas que não é por causa do que aconteceu, que eu deixei de gostar de mim. Ou melhor, deixei, mas irás perceber isso mais à frente. Eu agora gosto de mim. Gosto muito de mim. A única coisa que me torna diferente das outras raparigas é os segredos que trago comigo e que me tornam mais sensível. Só isso.

2 comentários:

lu de lúcia disse...

não é pena. não gosto que tenham pena de mim, também não gosto de ter pena dos outros. é mais o facto de sentir a tua dor e ser solidária contigo. não sei como achaste o meu blogue, mas eu estou a adorar o teu e irei acompanhar-te sempre que possa :$
não sei quem escreveu querida :$

lu de lúcia disse...

se precisares conversar estou aqui. senão venho só ler-te.